Angra do Heroísmo

Angra, pequena grande cidade, palco de importantes acontecimentos, é o retrato vivo da História que ajudou a fazer. Quando em 1534 D. João III a eleva à categoria de cidade, a primeira nos Açores, Angra era já uma florescente povoação, devido ao seu porto, uma bacia natural - Ancoragem -, que lhe dá o nome, e pela sua privilegiada situação geo-estratégica, que a tornou ponto de escala obrigatório nas travessias transcontinentais. É também no ano de 1534 que o Papa Paulo III a faz sede do Bispado dos Açores. Angra torna-se uma referência obrigatória nos interesses económicos, políticos e estratégico - militares, não só da nação, mas também de todas as grandes potências do Grande Período Imperial das Navegações, como a Holanda, Inglaterra e França, facto testemunhado pelos exemplos de arquitectura militar, prova da necessidade de defesa de tão importante ponto estratégico. Guardam a baía de Angra o Castelo de São João Baptista de um lado, autêntica fortaleza de extensas muralhas, e do outro o de São Sebastião, que em conjunto permitiam uma excelente defesa com o seu fogo cruzado. Chave do Atlântico, torna-se base marítima e ponto de escala de naus e caravelas a caminho dos Novos Mundos, com especial destaque para a "Rota do Cabo" e para a "Carrera das Índias".
Pelo seu porto passam fortunas em ouro, prata e especiarias; nela pisam grandes vultos da História como Vasco da Gama e seu irmão, Paulo da Gama, que aqui encontra a sua última morada; torna-se, enfim, um ponto fulcral de uma das mais importantes páginas da História Universal - Os Descobrimentos. Mas Angra marcou igualmente a História de Portugal, tornando-se o baluarte da resistência contra o domínio de Filipe II de Espanha, tornando-se na sede do governo do país entre 1580 e 1583. Nessa altura, mais do que nunca, Portugal foi aqui! Em 1642, com a rendição dos espanhóis, D. João IV confere-lhe o título de "mui nobre e sempre leal". Em 1766, por decreto do Marquês de Pombal, Angra torna-se sede da Capitania Geral dos Açores e o centro político e militar do Arquipélago.
Mais tarde, no século XIX, torna-se novamente o cerne dos acontecimentos pelo papel desempenhado na implementação do regime liberal em Portugal, tendo sido sede da Junta Provisória e capital constitucional do Reino. Por esta participação, e pelos feitos em prol dos ideias de liberdade, é-lhe granjeado o acrescentar do título para "do Heroísmo". Esta cidade de traçado renascentista, autêntico monumento de cunho senhorial vê reconhecido o seu valor pela UNESCO, em 1983, como Cidade do Património Mundial.
Resistiu ao passar dos anos, dos conflitos, dos ataques da natureza, mormente pelo grande sismo de 1980, mantendo a traça da sua planta do século XV e a arquitectura dos seus monumentos e edifícios.

22 comentários:

RAMA LYON disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
RAMA LYON disse...

Bonita foto...aliás como todas as outras que ilustram seu blog.
PARABÉNS.

P.S.
Igualmente para a grande qualidade do texto...

xistosa - (josé torres) disse...

Afinal a Cidade é muito pequena.
Numa "janela", enquadra-se uma paisagem e uma Cidade.
Belíssima foto e concomitantemente a explicação.

Heresias disse...

Há fotos que nos tocam a alma. Como esta(s).
Parabéns.

João Videira Santos disse...

Se eu fosse açor teria os meus poisos preferidos...

Um deles seria Angra.

Cidade que conheço e que por razões preferenciais (a familia deportada, meu avô preso...) seria meu ninho de enlevo.

Olá! Amigos!
Que saudades!...

é sempre com prazer que o visito e este blog...super!

tossan disse...

Além da magistral foto, você nos dá uma ótima aula de história. Obrigado. Gostei muito! Abraço

JM disse...

Fantástico enquadramento, grande foto!

Jrosa disse...

Belo trabalho! Parabéns sinceros e bom fim de semana.

Nuno de Sousa disse...

Bela imagem e um belo texto... Um dia quem sabe estarei por ai a ver essa beleza toda :-)
Abraço,
Nuno

Juani disse...

el año pasado por septiembre estuve de vacaciones en san miguel y crei estar en el 7 cielo, me encanto vine maravillada con la isla, espero algun dia volver y conocer las demas islas
saluditos

JESUS disse...

Un encuadre muy original y un paisaje de cuento.
Un saludo.
Jesñus

Efigênia Coutinho disse...

"Angra do Heroísmo"
A beleza desta imagem, leva-nos aos submundos da alma, onde, eu por apreciar fotografia, viajo na paisagem, já imaginando frases poéticas a dedilhar, sem falar ao texto histórico que leio junto, meus cumprimentos.

Alegria,quase Amor...
Post, em poesias com imagens,
Efigênia Coutinho

Efigênia Coutinho disse...

"Angra do Heroísmo"
A beleza desta imagem, leva-nos aos submundos da alma, onde, eu por apreciar fotografia, viajo na paisagem, já imaginando frases poéticas a dedilhar, sem falar ao texto histórico que leio junto, meus cumprimentos.

Alegria,quase Amor...
Post, em poesias com imagens,
Efigênia Coutinho

Menina do Rio disse...

Tens imagens maravilhosas!

Um beijo pra ti

Efigênia Coutinho disse...

"Angra do Heroísmo"
Ainda irei conhecer este recando encantado desta mágica Ilha.

Olha acabei de editar um novo espaço que fui convidada, e coloquei uma imagem sua, deixo o Link para voc6e ver,e dei os créditos a sua pessoa .
Efigênia Coutinho
http://www.poesias.omelhordaweb.com.br/pagina_autor.php?cdEscritor=1672

Adelino disse...

Adorei esta foto!!
Como todas as outras, dá vontade de visitar o arquipelago!!

Grande abraço!!

Isabel José António disse...

MARAVILHOSAS FOTOS! Já foi ao meu Newsletter from Lisbon? Também tem fotos bonitas de Lisboa.

Isabel

Isabel José António disse...

Volto apenas para acrescentar que, para além das fotos, também são extremamente interessantes e instrutivos os textos informativos e históricos!

Obrigada,

Isabel

JESUS disse...

Emanuel:
Estamos esperando más fotos del maravilloso paisaje de Azores.
Saludos.
Jesús

Nuno de Sousa disse...

Belo trabalho de divulgação desta tua bela cidade, a foto está linda e essa cidade deve ser mto bela... quem sabe um dia ai estarei para a visitar.
Abraço em ti amigo,
Nuno

Isabel José António disse...

Caro Amigo Emanuel,

Lindíssimas fotos estas da Ilha Terceira.

A imensidão (quase diria uma linha para o infinito) tranquiliza o olhar, a Mente e a Alma.

O texto também está muito bom.

Um grande abraço

José António

Efigênia Coutinho disse...

Angra, pequena grande cidade, palco de importantes acontecimentos.

É UM LUGAR MARAVILHOSO, TODOS OS ADJETIVOS A ESTA SUA FOTOGRAFIA, FICAM SENDO POUCOS PELA GRANDEZA DELA, ADOREI.

PASSA NESTE LINK, FICAREI FELIZ,
EFIGENIA
http://www.veropoema.net/interna.php?page=5&action=show&id=1221